Categoria: Atualidade

“Um ano de conquistas em prol do Pico da Pedra”

Fábio Bernardo, presidente da junta de freguesia de Pico da Pedra, marcou presença, na passada semana, na inauguração da cobertura de um dos espaços de recreio da Escola Básica do 1.º ciclo/Jardim de Infância Professor António Augusto da Mota Frazão, um dos projetos vencedores na vertente escolar do Orçamento Participativo Jovem da Ribeira Grande, edição de 2021.

No momento de inauguração da obra realizada pela Câmara Municipal da Ribeira Grande, Fábio Bernardo iniciou a sua intervenção relembrando que o Pico da Pedra possui mais um projeto vencedor a implementar, desta feita já na edição de 2022 daquela iniciativa camarária, proposto por Margarida Medeiros, André Couto e Diana Alves e que consiste em requalificar os espaços verdes da freguesia dotando-os de equipamentos de manutenção da condição física e também de lazer para os mais novos. A propósito, Fábio Bernardo referiu, no momento, que “o Orçamento Participativo Jovem é um bónus para a dedicação, empenho e perseverança dos jovens pico-pedrenses”.

O presidente da junta de freguesia aproveitou igualmente o momento para balancear o trabalho realizado pelo órgão autárquico a que preside junto daquele estabelecimento de ensino, informando terem já apoiado com fornecimento de equipamentos, mas também com a realização da iniciativa “O meu primeiro estojo” e ainda a atribuição do prémio de mérito escolar, mas também continuando a pugnar junto da Câmara Municipal por pintura geral exterior e revisão da rede elétrica do edifício.

Fábio Bernardo concluiu a sua intervenção afirmando “firmar como compromisso pessoal perante todos os alunos de trabalhar sempre para que tenham todas as condições para crescer, brincar, aprender e serem felizes”, disse.

Projeto “Expressividade” visita Pico da Pedra

Fábio Bernardo, presidente da Junta de Freguesia de Pico da Pedra, esteve presente nos workshops realizados na manhã desta segunda-feira, 10 de outubro, na Escola Básico do 1.º ciclo/Jardim de Infância António Augusto da Mota Frazão, no Pico da Pedra.

A iniciativa, organizada pela Vidaçor – Associação de Desenvolvimento Comunitário, com sede em Rabo de Peixe, contou igualmente com a presença do seu responsável, Rui Tavares e com José António Garcia, vereador para a Cultura, Juventude e Desporto da Câmara Municipal da Ribeira Grande.

De acordo com a Associação, as artes são elementos indispensáveis no desenvolvimento pessoal, social e emocional do aluno, sendo, por isso, formas de saber que articulam a imaginação, razão e a emoção que influenciam o modo como se aprende, como se comunica e como se interpreta o quotidiano.

Trazê-las para o ambiente escolar, contribui claramente para o desenvolvimento de diferentes competências e reflete-se no modo como se pensa, no que se pensa e no que se produz com o pensamento. Por isso, a expressão plástica, a expressão musical e a expressão dramática são alguns dos ingredientes que compõem a motricidade do projeto “Expressividade.”

Esses ingredientes artísticos são desenvolvidos, de modo multidisciplinar, de acordo com o currículo das expressões do 1º ciclo do ensino básico, em articulação com as restantes áreas do conhecimento e comunidade.

O projeto “Expressividade” tem como finalidade a promoção do desenvolvimento integral das crianças, ajudando-as a sedimentar e a desenvolver novos saberes. Pretende igualmente promover o sucesso educativo, combatendo os comportamentos desajustados na sala de aula e potenciar a relação da criança com a comunidade envolvente.

 

Junta de Freguesia de Pico da Pedra reúne com Polícia de Segurança Pública

O presidente da Junta de Freguesia de Pico da Pedra reuniu com o comandante da esquadra de Rabo de Peixe da Polícia de Segurança Pública, num encontro que teve lugar esta segunda-feira, 10 de outubro, naquela infraestrutura policial.

Fábio Bernardo reuniu com o subcomissário João Gaspar, tendo-lhe transmitido como principais preocupações a toxicodependência existente na freguesia, assim como o sentimento de insegurança existente pela prática de um cada vez maior número de furtos e ainda pela elevada velocidade que se verifica na circulação automóvel. Outro dos assuntos abordados prende-se com a utilização abusiva de imóveis abandonados na freguesia, que são propícios à prática de atos ilícitos.

Por parte da Junta de Freguesia ficou firmada a disponibilidade para cooperar com a Polícia de Segurança Pública, sempre que possível e na sua competência, para ajudar os agentes da P.S.P. e a instituição a manter a ordem pública no Pico da Pedra.